Pediatria

O que é pediatria?

Pediatria é a especialidade da Medicina dedicada à assistência biopsicossocial do ser humano em uma ampla faixa etária, desde a fase pré-natal até o final da adolescência. Sua atuação abrange aspectos preventivos e curativos.

Atuação preventiva - gestação, parto e pós-parto:

A atuação preventiva se inicia antes mesmo do bebê nascer, durante a realização de consulta pré-natal no pediatra com as gestantes. Esse tipo de consulta é bastante recomendável, pois são nessas visitas ao pediatra que as futuras mamães serão orientadas sobre a assistência e práticas de cuidados com os recém-nascidos, tais como:

  • momento do parto e estadia na maternidade;
  • cuidados gerais: ritmo de sono, banho, cuidados com o coto umbilical, orientações de higiene, vacinas a serem administradas;
  • testes de triagem recomendados (pezinho, auditivo, entre outros);
  • armazenamento de células-tronco;
  • questões ligadas ao aleitamento materno.

 

O que é Puericultura?

Após o nascimento, o pediatra inicia sua atuação preventiva através da Puericultura, que é a ação de promover e proteger a saúde das crianças através de uma atenção integral, compreendendo a criança como um ser em desenvolvimento com suas particularidades, considerando além da criança, a família e o entorno, analisando o conjunto biopsicosociocultural.

É através da puericultura que o pediatra terá a possibilidade de detecção precoce de alterações clínicas, alimentares, de desenvolvimento, entre outras, podendo através dessa observação atuar precocemente minimizando a possibilidade de sequelas.

Atuação preventiva - primeira infância e adolescência:
A atuação preventiva do pediatra deve ser contínua durante toda a infância e adolescência, sendo incentivado nos adolescentes que quando passarem parafase adulta mantenham cuidados preventivos com relação a sua saúde.

A puericultura é realizada durante as consultas de rotina, sendo observado e solicitado informações a respeito do cotidiano da criança, queixas, alimentação, uso de medicações, vacinação, padrão de sono, comportamento, desenvolvimento, aproveitamento escolar, interação, socialização desta, sendo realizado sempre o exame físico completo e fornecida orientações aos pacientes e suas famílias direcionados a faixa etária atendida, sobre todos esses aspectos, além das relacionadas à prevenção de doenças e acidentes.

Com os adolescentes a atuação preventiva envolve também orientação para prevenção de uso de drogas lícitas e ilícitas, gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.

Atuação curativa:
A ação curativa da pediatria se destina ao tratamento de diversas situações ligadas à saúde da criança e do adolescente, podendo propor técnicas diagnósticas adequadas para cada caso, quando necessárias
Desafios atuais:
Com a alta expectativa de vida atual, o grande desafio do pediatra é a prevenção de doenças crônicas dos adultos, tentado modificar o desenvolvimento de hábitos nocivos à saúde futura, como sedentarismo, erro alimentar, estresse, que muito frequentemente se instalam nesta faixa etária, podendo influenciar diretamente no desenvolvimento de doenças como obesidade, diabetes, arteriosclerose, hipertensão arterial, entre outras.
Cuidado integral:
Faz parte de ambas as ações do pediatra, tanto as preventivas, quanto as curativas, a atuação de outros membros de equipes multidisciplinares, especialidades tanto médicas (oftalmologia, otorrinolaringologia, entre outras), como não médicas (odontologia, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, nutrição e demais terapias tal como as terapias corporais, entre outras), podendo favorecer em muito o cuidar da criança e do adolescente através de um olhar amplo e direcionado.
A criança é um adulto pequeno?:
É muito importante salientar que a criança não é um “adulto pequeno”, possuindo particularidades não apenas do funcionamento físico, mas de todo seu desenvolvimento psíquico, neurológico e emocional, sendo fundamental a parceria de um pediatra com a família garantindo um desenvolvimento adequado saudável da criança.