Cigarro, álcool e drogas na adolescência – problema real

O PeNSE é a Pesquisa Nacional de Saúde Escolar, realizada pelo IBGE, tendo iniciado em 2009, com o último levantamento acontecendo no ano de 2019. Participaram da última edição 4361 escolas tanto públicas como privadas de 1288 municípios do Brasil. Vários assuntos são pesquisados entre eles a prevalência e características do uso de cigarro, álcool e drogas na infância e adolescência. Os resultados são assustadores.
30,5% dos estudantes do 9° ano (ou seja, por volta de 13-14 anos) já haviam experimentado cigarro, sendo que 24,7% desses, haviam usado nos últimos 30 dias. 6,1% desses mesmos estudantes já haviam usado Narguilé alguma vez na vida.
42,9% dos estudantes do 9° ano já consumiram álcool alguma vez na vida, sendo que desses 55,5% haviam consumido nos últimos 30 dias. 38,5% relatou já ter ficado em estado de embriaguez alguma vez na vida.
9% dos estudantes do 9° ano já haviam usado droga alguma vez na vida.
27,5% dos estudantes do 9° ano já haviam tido alguma relação sexual na vida. Isso somado ao uso de substâncias predispõe e expõe esses adolescentes a um risco enorme da aquisição de IST e HIV.
Espaços de escuta e estar próximo desses adolescentes é fundamental para prevenção dessas situações. Sejam próximos, conversem. Sabemos que essa idade é complicada e geralmente eles querem se isolar, mas toda forma de aproximação deve ser tentada. Julho Branco é o mês estipulado pela Sociedade de Pediatria de São Paulo como mês do combate ao uso de drogas por crianças e adolescentes. Vamos lutar contra qualquer forma de vício.

Dra Daniela Vinhas Bertolini
Pediatria e Infectologia Pediátrica
Compartilhar!

    No Comments Yet.

    Leave a comment

    You must be Logged in to post a comment.