Nutrição

Nosso acompanhamento nutricional inclui abordagem preventiva e terapêutica, ou seja, visa tanto evitar complicações futuras quanto tratar problemas e desconfortos já instalados. Consideramos preferências alimentares, rotinas, hábitos e estilo de vida, para elaborar um plano alimentar personalizado que atenda às necessidades em cada fase de vida.

Conheça um pouco mais da nossa especialidade:

Preparo para gestação e infertilidade

Hábitos alimentares saudáveis na gestação contribuem para a boa saúde da mãe e da criança que está por vir. Trata-se de um momento de transformações intensas na vida da mulher e quanto melhor estiver o seu estado nutricional, maior a chance de uma gravidez segura e um bom desenvolvimento do bebê.

O objetivo do acompanhamento nutricional durante o preparo para a gestação inclui corrigir carências e/ou excessos nutricionais, adequar o peso quando necessário, além melhorar o hábito alimentar, visando equilíbrio, variedade e moderação no consumo de alimentos.

Indicamos que a futura mãe inicie o acompanhamento nutricional pelo menos seis meses antes de engravidar. Se possível, com o parceiro junto, pois o desequilíbrio nutricional do pai e da mãe interferem no desenvolvimento fetal!

Para os casais passando por tratamentos de fertilidade, a melhora na alimentação ajuda a garantir os nutrientes necessários ao processo, em quantidade e qualidade adequadas no organismo.

Gestação

Manter o ganho de peso adequado durante a gestação, acompanhar o desenvolvimento fetal e estimular o consumo de nutrientes específicos é indispensável nessa fase.

Por isso, orientamos e auxiliamos as futuras mães durante os sintomas indesejáveis típicos da gestação que interferem na alimentação; esclarecemos dúvidas e mitos que envolvem este período; programamos e acompanhamos o ganho de peso durante todo o processo.

Realizamos também o acompanhamento nutricional para gestação de risco (como diabetes gestacional, hipertensão, anemia, entre outros), quando algumas condutas específicas precisam ser realizadas.

O acompanhamento nutricional da gestante deve ser iniciado o quanto antes, pois trata-se de um momento de muitas transformações que podem influenciar diretamente na alimentação. As orientações nesta fase visam contribuir para uma gestação mais tranquila e saudável.

Amamentação

O leite materno é o melhor alimento para a criança e deve ser exclusivo até o sexto mês de vida, com raras exceções. Entretanto, nesta fase, o corpo da mulher prioriza a produção do leite materno e seu próprio organismo pode sofrer com a falta de nutrientes, sendo necessárias adequações para atender não só as demandas do bebê que está sendo amamentado, mas também as da mãe.

O acompanhamento nutricional visa incluir nutrientes suficientes em quantidade e qualidade, além de auxiliar recuperação do peso gradativa e adequada, sem prejudicar a amamentação.

Alimentação complementar / Introdução alimentar

Nosso papel é de auxiliar e orientar os pais quanto à introdução alimentar adequada, trabalhando as consistências, variedades, modo de preparo, armazenamento, tamanho das porções, quantidades, além de outras dificuldades que possam surgir.

Dificuldades alimentares na infância e na adolescência

Este é o momento de intervir para evitar as carências nutricionais, obesidade e doenças metabólicas, além de ajudar os pais a lidarem com uma situação que pode se tornar estressante.

Trabalhamos considerando todos os fatores que influenciam nos hábitos alimentares, como a rotina alimentar em casa e na escola, modo de vida e horários de sono. Além disso, estamos sempre em parceria com outros profissionais da área da saúde, como a pediatra e a fonoaudióloga, pois algumas vezes as dificuldades alimentares se originam de dificuldades motoras de mastigação e deglutição, ou de questões orgânicas que passam despercebidas pelos pais.

Desta forma conseguimos elaborar planos efetivos para mudança e melhoria no padrão e hábito alimentar das crianças e dos adolescentes.

Alergias e intolerâncias alimentares

Crianças e adultos com diagnóstico de alergia e/ou intolerância alimentar precisam de acompanhamento nutricional para garantir o correto consumo dos substitutos alimentares, recuperando ou e/ou preservando o estado nutricional. O trabalho, neste caso, permite que não haja deficiência de nutrientes e nem a piora dos sintomas relacionados. O tratamento nutricional envolve a avaliação da condição nutricional; a orientação correta quanto à exclusão dos alérgenos (alimentos que causam alergia), bem como suas substituições apropriadas.

A educação continuada para família e cuidadores é essencial e envolve aspectos como:

  • Leitura e interpretação da rotulagem,
  • Cuidado com ambientes de alto risco (p. ex. escolas, praças de alimentação, festas, entre outros),
  • Promoção da qualidade de vida,
  • Lista dos substitutos nutricionais e receitas,
  • Orientação nutricional individualizada.

Nutrição esportiva e Suplementação

A busca por saúde e qualidade de vida deve incluir a prática de exercícios físicos. Entretanto, sem uma boa alimentação, os resultados podem não alcançar as expectativas, limitando o rendimento e as melhoras necessárias na composição corporal de atletas e desportistas.

Em alguns casos, a suplementação de nutrientes específicos pode contribuir para melhores resultados, porém é preciso cuidado e avaliação nutricional criteriosa para que não haja prejuízo à saúde, nem excessos que podem sobrecarregar o organismo.

As consultas em nutrição esportiva visam primeiramente avaliar a adequação da dieta e hidratação ao tipo de exercício ou modalidade praticada. Assim é possível implementar mudanças no hábito e, quando necessário, montar esquemas de suplementação que atendam ao objetivo da atividade física.

Vegetarianismo

O acompanhamento nutricional visa orientar e planejar a alimentação das crianças e adultos vegetarianos (ou em transição para dieta vegetariana), visando à promoção da saúde, respeitando as individualidades e opções pessoais quanto ao tipo de dieta.

Situações especiais / Enfermidades

Algumas doenças prejudicam direta ou indiretamente o estado nutricional das pessoas e o tratamento nutricional nestes casos deve ser individualizado.

Alguns exemplos de problemas de saúde em que parte do tratamento envolve mudanças na alimentação: diabetes, obesidade, desnutrição, hipertensão arterial, gastrite, refluxo, dislipidemia, anemia, entre outros.

Não esqueça de trazer resultados de exames realizados durante a investigação e/ou tratamento clínico da enfermidade a ser cuidada.

Como são os nossos atendimentos?

Consideramos que na 1ª consulta seja um momento de conhecer todo o histórico do paciente, incluindo rotinas, hábitos e horários. Realizamos a avaliação do estado nutricional (peso, altura, medidas antropométricas) e da alimentação habitual. Em média, a 1ª consulta dura 1h30min.

No caso de menores de 5 anos, que tenham seus dados de peso e altura atualizados, a primeira consulta pode ser feita apenas com os pais. Já as crianças entre 5 e 10 anos podem participar da 1ª consulta junto com os pais, e os adolescentes podem estar sozinhos. Geralmente programamos os retornos em 15 dias para ajustes iniciais e esclarecimento de dúvidas. Os retornos duram, aproximadamente, 1 hora.

A partir daí, podemos trabalhar com inúmeras abordagens, adaptadas a cada faixa etária e objetivo. Para as crianças, por exemplo, podemos indicar e agendar grupos de educação nutricional (com atividades de artes, músicas e ludoterapia) e oficinas culinárias para que coloquem a mão na massa. O mesmo pode ser feito com as mães, babás, pacientes adultos e cuidadores!

Esperamos você!