Gastroenterologia Pediátrica

O que é Gastroenterologia Pediátrica?

A Gastroenterologia Pediátrica aborda patologias que podem causar sintomas digestivos, extra-digestivos e até sistêmicos.

Vale aqui, lembrar a importância do aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade.

O tratamento, em geral utiliza manejo dietético, mas pode também requerer o uso de medicações.

Por esse motivo, certas patologias podem necessitar da atuação de equipe multidisciplinar.

Fonte da Imagem: Google

 

Segue abaixo, uma breve explicação sobre as patologias mais comuns na prática diária do Gastropediatra:

Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE):
A regurgitação é uma situação comum e fisiológica para o bebê, e consiste no retorno involuntária do conteúdo alimentar do estômago em direção ao esôfago e até a boca.

Nos casos, em que essa situação acarreta desconforto importante, choro, engasgos e/ou ganho de peso inadequado, temos a DRGE.

Neste caso, devemos fazer uma investigação para descartar outras causas que poderiam dar sintoma de refluxo, além de manejo dietético e medicamentoso, quando necessário.

Constipação:
É a alteração no ritmo de evacuação, causando espaçamento entre as mesmas, e/ou ocorrência de dor ou desconforto para evacuar.
Gastrite:
É a inflamação do revestimento do estômago, que pode se manifestar com dor, queimação, nauseas e/ou vômitos.

Muitas vezes essa situação está associada ao erro alimentar e pode também decorrer da presença de uma bactéria no estômago , o Helicobacter pylori.

Alergia à proteína do leite de vaca (APLV):
Muitas vezes é erroneamente chamada de “alergia à lactose”( a lactose é um açúcar presente no leite e não causa alergia).

A alergia é uma reação adversa aos alimentos.

A sua incidência vem aumentando e está relacionada à fatores genéticos, ambientais, tipo de parto e aleitamento.

A APLV pode acarretar sintomas:

  • Inespecíficos ( dor, choro e ganho pôndero-estatural inadequado)
  • Gastrointestinais ( refluxo,DRGE, diarréia, constipação, vômitos, evacuações amolecidas com sangue)
  • Extra- intestinais (tosse, broncoespasmo e dermatite

Em alguns casos graves, até anafilaxia.